Notícias sobre o Mercado

Notícias sobre o Mercado

Abralimp reforça: Improvisar nos produtos de limpeza pode causar problemas de saúde

Para gastar menos, preparar receitas caseiras para limpeza acaba sendo uma tentação, mas esta é uma economia perigosa para a saúde das pessoas. Muitas fórmulas são encontradas, não somente no Brasil, mas por todo o mundo, principalmente sugerindo o uso do bicarbonato de sódio, vinagre, álcool, sal de cozinha e outros.  

A prática de fazer soluções caseiras, com ingredientes alternativos misturados a produtos de limpeza, no entanto, pode causar inúmeras complicações, entre elas, intoxicações, irritações e até queimaduras. Os produtos de limpeza de empresas regulares, mesmo os mais simples, tem formulação mais complexa, onde se deve procurar a máxima eficiência nos resultados, todos submetidos à regulação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sendo bastante adequados com relação à segurança, meio ambiente e saúde. 

Além disso, esse tipo de limpeza nem sempre é eficaz. “A razão é que domesticamente uma perfeita avaliação dos resultados não é feita com critério científico e sim de forma organoléptica, ou seja, usando os sentidos da visão, tato e olfato, não sendo suficientes para afirmar que realmente se limpou ou desinfetou”, afirma o diretor da Câmara Setorial de Químicos da Abralimp, Miguel Sinkunas. 

Segundo ele, a economia poderá ser obtida pela escolha do produto com o melhor resultado, mesmo com preço unitário maior, pelo uso racional e adequado às situações que se apresentam. “A orientação mais genérica que podemos dar às pessoas é que utilizem somente produtos de empresas idôneas, sempre de acordo com as instruções dos fabricantes, principalmente em desinfecções e que, ao longo do tempo, procurem fazer sua própria avaliação de custo-benefício”, aponta. 

Atento a esse cenário, o diretor também preparou algumas recomendações que podem ajudar a evitar a prática.  Confira: 

  • Seguir a instrução dos rótulos dos produtos é uma ótima medida para evitar riscos, bem como não desperdiçar, conseguindo assim melhores resultados e maior rendimento;
  • É importante usar sempre a diluição correta indicada pelo fabricante no rótulo, pois quando diluído em excesso na água pode reduzir a eficiência na sua ação de limpeza ou desinfecção;
  • Nunca misture produtos diferentes, quando não recomendado pelo fabricante, esta prática pode, no mínimo, reduzir a eficácia e até causar reações perigosas. A mistura de produtos com cloro com outros que contenhas amoníaco, por exemplo, ou até com caráter ácido gera gases danosos, que podem causar intoxicação grave e até a morte;
  • Mantenha os produtos em sua embalagem original. Sua troca sem os devidos cuidados pode gerar acidentes graves. O mais comum é a ingestão deles, normalmente por crianças;
  • Não acredite nos produtos caseiros \"milagrosos\" divulgados principalmente na internet. Algumas destas mesmas fórmulas são também indicadas para a cura do câncer;
  • Utilize sempre produtos de confiança, sendo indispensável verificar sua regularidade com a Anvisa.
Compartilhe este conteúdo: